Discussão de Artigo Científico – 16/03/15

A lesão de nervos periféricos está associada a alteração microvascular. No entanto, o papel do sistema vascular não tem sido bem caracterizado no contexto da dor neuropática. Além disso, tem sido demonstrado que a isquemia pode desempenhar um papel na dor neuropática, e nesse contexto, tem sido pouco explorado. Este trabalho sugere que a presença de hipóxia neuronal após a lesão de nervos contribui para a gênese e manutenção da dor neuropática. Os autores do trabalho observaram aumento dos níveis de lactato no nervo lesado, bem como aumento no consumo de oxigênio e da taxa de acidificação extracelular. Também foi verificado que a hipóxia promove redução nos níveis do transportador de íons Na+/K+ ATPase em cultura de neurônios do gânglio dorsal e no nervo periférico lesado. É sabido que a redução níveis do transportador de íons Na+/K+ ATPase pode contribui para um aumento na hiperexcitabilidade dos nervos lesionados. Por fim, o tratamento utilizando o oxigênio hiperbárico com objetivo de reverter a hipóxia reduziu alodinia mecânica nos animais submetidos a neuropatia. Estes resultados sugerem que a hipóxia e o transportador de íons Na+/K+ ATPase pode ser no futuro um alvo farmacológico para o tratamento de dor neuropática.

Texto escrito por Guilherme Rabelo de Souza

_____________________________________________________________________________________________

DIA: 16/03/2015 (segunda-feira)

LOCAL: Sala de Seminários II – Prédio Central – FMRP

HORÁRIO: 11:00 horas

Artigo seminário