Discussão de Artigo Científico – 11/05/15

Disfunção telomérica na regulação da célula-tronco hematopoética 
 
Telômeros são sequências repetitivas de DNA recobertas por proteínas específicas localizadas nas extremidades dos cromossomos lineares e que servem para proteger os cromossomos de fusão e recombinação. Com a divisão celular mitótica, os telômeros tornam-se mais curtos até que quando criticamente curtos ativam a via do p53, senescência e apoptose. Na célula-tronco hematopoética, o encurtamento telomérico excessivo leva a uma falência proliferativa, que clinicamente se traduz em anemia aplástica, com baixas contagens das células do sangue. Isto pode ocorrer na presença de mutações nos genes da telomerase, o complexo enzimático que mantém o comprimento telomérico em células-tronco. Adicionalmente, telômeros criticamente curtos causam instabilidade cromossômica, aumentando o risco de seleção de clones anormais e desenvolvimento de síndrome mielodisplásica e leucemia mieloide aguda. A telomerase pode ser regulada com andrógenos, que podem seu usados clinicamente para o tratamento da doença.
Texto escrito por Rodrigo T. Calado

DIA: 11/05/2015 (segunda-feira)

LOCAL: Anfiteatro Pedreira de Freitas – Prédio Central – FMRP

HORÁRIO: 11:00 horas