Discussão de Artigo Científico – 25/05/15

CÉLULAS Th17 SE TRANSDIFERENCIAM EM CÉLULAS T REGULADORAS DURANTE A RESOLUÇÃO DA INFLAMAÇÃO

tati

As células TH17 estão envolvidas na proteção do hospedeiro contra diferentes tipos de patógenos, principalmente bactérias extracelulares e fungos, mas também podem causar doenças inflamatórias humanas graves. Essas células são caracterizadas pela a produção da citocina IL17 e pela expressão do fator de transcrição RORγt, no entanto, são consideradas instáveis (pois podem deixar de expressar suas assinaturas) e plásticas (capazes de expressar citocinas típicas de outras linhagens celulares) quando são re-estimuladas in vitro. Essa plasticidade de fenótipo e função, conhecida como transdiferenciação está demonstrada de maneira muito elegante no novo artigo da Nature, onde o grupo do Prof. Flavell, utilizando um sistema de “fate-mapping” recentemente desenvolvido, demonstrou em experimentos ex-vivo que as células Th17, em um ambiente adequado, podem mudar a sua assinatura e função gênica e tornarem-se células T reguladoras, neste caso, células TR1 produtoras de IL-10. O artigo sugere que essas alterações de fenótipo correlacionam-se com a resolução de um ambiente inflamatório, que, em um sistema experimental in vitro, pode ser impulsionado por TGF-β e pelo estímulo do receptor AHR. No entanto, os mecanismos moleculares que levam a esse processo, ainda estão pouco explorados. De maneira geral, o estudo sugere que a instabilidade e a plasticidade de células Th17 é uma oportunidade terapêutica para doenças inflamatórias.

Texto escrito por Nerry Tatiana Cecílio

Pós-Doutoranda LID

 

DIA: 25/05/2015 (segunda-feira)

LOCAL: Sala de Seminários II – Prédio Central – FMRP

HORÁRIO: 11:00 horas

Artigo Seminário