Discussão de Artigo Científico – 05/12

DIA: 05/12/2016 (segunda-feira)

LOCAL: Anfiteatro Pedreira de Freitas – Prédio Central – FMRP

HORÁRIO: 11:00 horas

Artigo

A sepse, sepse grave e choque séptico são as principais causas de mortalidade de pacientes não-cardíacos em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs). Alterações no imuno-metabolismo tem sido associadas ao desenvolvimento da sepse, no entanto, o mecanismo pelo qual a reprogramação metabólica regula a resposta inflamatória ainda não está claro. Este artigo busca mostrar como o processo de glicólise aeróbia contribui para a sepse modulando a ativação do inflamassoma em diferentes tipos de macrófagos. A glicólise mediada por PKM2 promove a ativação do inflamassoma através da modulação da fosforilação de EIF2AK2 em macrófagos. O artigo mostra que a inibição farmacológica e genética de PKM2 ou EIF2AK2 atenua a ativação dos inflamassomas NLRP3 e AIM2 suprimindo, consequentemente, a libertação de IL-1β, IL-18 e HMGB1 pelos macrófagos. A inibição farmacológica da via PKM2-EIF2AK2 protegeu os camundongos nos modelos de endotoxemia letal e sepsis polimicrobiana. Além disso, células mielóides PKM2 knockout foram capazes de proteger camundongos contra morte séptica induzida pela ativação de inflamassomas NLRP3 e AIM2 ativação inflamassoma. Os resultados deste estudo definem um papel importante da enzima PKM2 e do imunometabolismo e podem orientar o desenvolvimento futuro de estratégias terapêuticas para o tratamento da sepse.