José Waldik Ramon*

Há quase nove anos escrevi o editorial da edição de comemoração do centésimo número mensal deste projeto. Lembro-me até hoje que a última frase daquele editorial foi “até o próximo centenário”… Conforme profetizado e cumprindo a promessa, chegamos à nossa edição de número 200! Por esse motivo, neste mês de março, saio da plataforma de atualização do site e volto a escrever um editorial para o projeto, ressaltando brevemente as mudanças pelas quais passamos.

Em primeiro lugar (e não poderia ser de outro modo), lembramo-nos da perda do idealizador do projeto, professor Sérgio Henrique Ferreira, o “papito” como é carinhosamente tratado pelo nosso editor, Paulo Barboni. Mais de um semestre depois de seu passamento, Sérgio ainda se faz lembrar durante as reuniões e na elaboração dos boletins, seja pelos ensinamentos que deixou, seja pela falta que faz nas reuniões com suas ideias e discussões acaloradas. A história mais completa desse grande cientista foi publicada por nós na edição número 192, intitulada “Sérgio Henrique Ferreira: quando a curiosidade é a força motriz…”, e pode ser encontrada em nossa seção de editoriais antigos.

A história do site DOL – Dor On Line foi contada resumidamente no editorial intitulado “100“, onde falamos sobre a ideia e o desenvolvimento do grupo DOL e do site até aquele momento, quando então comemorávamos quase oito anos de existência.

Em agosto de 2010, quando o projeto completou dez anos de existência, voltamos a contar parte de nossa história. O editorial intitulado “100 anos de DOL” trazia um resumo dos diversos temas já abordados em nossos editoriais, agrupados por temáticas.

O primeiro editorial do ano de 2012 (número 138, intitulado “… Parafraseando Sérgio Ferreira: de derrota em derrota a gente chega lá…”) trouxe aos leitores a expansão do DOL, ao tornar-se disciplina do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, programa esse reconhecido nacionalmente por sua excelência. Esse editorial trouxe também a expansão do projeto junto ao pessoal da Universidade de Brasília (UnB – CAMPUS de Ceilândia), onde é projeto de extensão de ação continuada.

A história do grupo de extensão da UnB foi contada em nosso editorial número 163, intitulado “Extensão UnB”, onde relatamos as atividades desenvolvidas por aquele braço do DOL, que estava à época comemorando seus quatro anos de existência. A existência do grupo deve se aos esforços de Paulo Gustavo Barboni Dantas Nascimento e Mani Indiana Funez, o casal que alavancou toda a estrutura do projeto lá pelas bandas de Brasília…

Quando o DOL iniciou seus quinze anos de existência, um novo editorial mesclou a vida de Sérgio Ferreira à existência do projeto. Publicado sob o número 169 e intitulado “Sérgio Ferreira, o DOL e um pouco de história…”, este editorial elucidou melhor o surgimento da ideia de fazer o Projeto DOL e de como isso aconteceu, dentro da carreira do já brilhante Sérgio Ferreira. Ainda, trouxe a linha temporal do projeto e aqueles que fizeram e ainda fazem parte dessa história.

Na sequência da edição 192, já citada aqui, publicamos o editorial número 193, intitulado “Boletim Dor On Line – 16 anos: uma revisão retrospectiva, descritiva, quantitativa e qualitativa bibliográfica”. Esse editorial foi derivado de um trabalho de conclusão de curso da aluna Thayná Moreira Gomes Marra, membro do DOL e bacharel em Farmácia pela Faculdade de Ceilândia – UnB. Como seu próprio título já diz esse editorial trouxe uma análise minuciosa de tudo o que foi publicado nos quinze anos de existência do DOL, inclusive os fatores de impacto desses trabalhos e a existência de um número de ISSN para nosso projeto, que faz o DOL figurar como um periódico e ser indexado no catálogo LATINDEX.

Com a chegada da edição de número 200, resolvemos brindar nossos leitores com uma nova cara para o site do DOL, trazendo a vocês uma interface nova, mais atual e com as mesmas facilidades já existentes, para que o material publicado possa ser aproveitado ao máximo. Estamos estudando a possiblidade de ampliação e/ou modificação de nossas se ões em breve.

E, a exemplo do que foi profetizado há mais de oito anos em nossa edição número 100, deixamos nova profecia nesta edição de número 200: “vida longa ao projeto DOL e até o próximo centenário!”.

________________

* Cientista da Computação, Mestre Lato Sensu em Sistemas de Informação, Técnico para Assuntos Financeiros do Departamento de Farmacologia da FMRP-USP

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Últimas Publicações