Bolsa de PD em Farmacologia Molecular

O Centro de Pesquisa e Doenças Inflamatórias – CRID, localizado no Campus da Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto, busca candidatos altamente motivados para oportunidade (2 vagas) de Pós-Doutorado vinculado a projeto financiado pela CAPES no âmbito do convênio CAPES-Nottingham Program in Drug Discovery. A pesquisa será conduzida na Universidade de Nottingham-UoN – Reino Unido. As bolsas terão duração inicial de 1 ano, prorrogável por mais 1 ano.

Os(As) candidatos(as) deverão ter obtido o título de Doutor em uma das seguintes áreas: Farmacologia, Bioquímica, Biologia Celular/Molecular, ou áreas afins. Os(As) candidatos(as) devem possuir interesse pelo trabalho na área de farmacologia molecular de receptores acoplados à proteína G (GPCRs). É fundamental que os(as) candidatos(as) tenha proficiência em cultura celular asséptica, clonagem e transfecção de células, ensaios com radioligantes (radioligand binding), ensaios de sinalização intracelular, imageamento célula (Confocal) e identificação, quantificação e análise de agonismo/antagonismo  farmacológico (calculo de IC50, etc). Excelente comunicação oral e escrita (Inglês e Português) é indispensável.

Favor enviar, até 04/Abril/2017, curriculum vitae, carta de interesse e duas cartas de recomendação para Prof. Fernando Cunha (fdqcunha@fmrp.usp.br, c/c mfloria@fmrp.usp.br ).

 

Resumo Projeto

As doenças inflamatórias constituem um grupo complexo e heterogêneo de doenças, sendo causa importante de morbidade e mortalidade. No presente projeto, pretendemos desenvolver investigação translacional na área de Doenças Inflamatórias. Além disto, a associação com químicos com formação em modelagem molecular e síntese de moléculas permitirá desenvolvimento de novos medicamentos para tratamento de doenças, como: 1) doenças inflamatórias infecciosas (leishmaniose, doença de Chagas, paracoccidioidomicose, tuberculose; sepse); 2) doenças inflamatórias autoimunes (artrite reumatoide, lúpus, psoríase, doenças inflamatórias intestinais e pênfigos) e alérgicas (asma); 3) aterosclerose. O desenvolvimento do projeto permitirá identificar novos alvos biológicos comuns para a maioria das doenças inflamatórias supracitadas. Para isso, serão realizados estudos comparativos dessas doenças, esperando que os dados obtidos e a integração da pesquisa básica e clínica contribua para a identificação de novos alvos terapêuticos comuns para as doenças estudadas.

 

Edital

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn