Discussão de Artigo Científico – 05-06

DIA: 05/06/2017 (segunda-feira)

LOCAL: Salão Nobre – Prédio Central – FMRP

HORÁRIO: 11:00 horas

Artigo

A Interleucina-10 (IL-10) é uma citocina anti-inflamatória importante produzida pelas células do sistema imunológico. Estudos recentes de metabolismo celular em macrófagos têm demonstrado profundas alterações no perfil metabólico durante a ativação de macrófagos. Macrófagos ativados com lipopolissacarídeo (LPS) sofrem alterações metabólicas como o aumento da glicólise, enquanto macrófagos ativados com IL-4 utilizam fosforilação oxidativa, sugerindo que a adaptação metabólica durante a ativação de macrófagos é um componente chave na polarização de macrófagos, fundamental para sua função na inflamação e no reparo de tecidos. Neste contexto, pouco é conhecido sobre os mecanismos moleculares das atividades anti-inflamatórias da IL-10 na resolução da inflamação. Um artigo publicado recentemente na revista Science por Eddie e colaboradores, demonstrou que a IL-10 é capaz de inibir a captação de glicose e a glicólise induzida por LPS e promover a fosforilação oxidativa. A IL-10 é capaz de prevenir o acumulo de espécies reativas de oxigênio (ROS) mitocondrial derivado de mitocôndria disfuncional com perda de potencial de membrana. O acumulo de ROS mitocondrial após estímulo com LPS está associado com redução na autofagia de mitocôndrias em macrófagos deficientes para IL-10, sugerindo o envolvimento desta citocina com a manutenção da integridade mitocondrial. A IL-10 tem um efeito autócrino nos macrófagos regulando negativamente a ativação de mTOR, um regulador metabólico envolvido no controle do metabolismo de glicose e na inibição da autofagia. A via de sinalização IL-10R-STAT3 é essencial para inibição da atividade de mTOR e da ativação da autofagia mediada pela IL-10. Analises de bioinformática demonstraram que a IL-10 é capaz de induzir a expressão de um regulador negativo da via de sinalização de mTOR, o DDIT4, essencial para a autofagia e clearence de mitocôndrias mediada pela IL-10. O papel do controle metabólico promovido pela IL-10 é fundamental para a regulação de respostas inflamatórias. Na ausência de IL-10, macrófagos estimulados com LPS produzem mais IL-1β de maneira dependente de NLRP3 e Cas-1 devido ao acumulo de ROS mitocondrial. Por fim, macrófagos da lamina própria de camundongos com colite severa, causada pela deficiência de IL-10, apresentaram maior ativação de mTOR, maiores níveis de ROS mitocondrial, acumulo de mitocôndrias com perda de potencial de membrana e maior produção de IL-1 β. Macrófagos derivados de monócitos de pacientes com doença inflamatória intestinal e portadores de uma mutação deletéria no receptor da IL-10 produzem quantidade excessiva de IL-1 β, expressam poucos níveis de DDIT4 e apresentam maior ativação de mTOR Dessa forma, o estudo revela um papel central da IL-10 no controle do metabolismo celular através da inibição de mTOR e consequente ativação da autofagia, responsável pela eliminação de mitocôndrias defeituosas e ROS mitocondrial, e assim impedindo a ativação do inflamassoma e a produção de IL-1β.

Captura de Tela 2017-09-18 às 13.40.57

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn