Discussão de Artigo Científico – 25-09

DIA: 25/09/2017 (segunda-feira)

LOCAL: Sala de Seminários II – Prédio Central – FMRP

HORÁRIO: 11:00 horas

Artigo.

Já havia sido descrito que durante um processo de infecção ou inflamação sistêmica pode ocorrer um prejuízo no aprendizado e nas funções cognitivas de um indivíduo. Alguns trabalhos haviam associado a ativação do sistema imune a esses efeitos gerados pela infecção, no entanto, os mecanismos subjacentes desse processo ainda permaneciam mal compreendidos. Afim de mimetizar uma infecção viral sistêmica os animais foram tratados com poly(I:C), um RNA de fita dupla sintético que é reconhecido por células do sistema imune. Assim, após ativação do sistema imune periférico com administração de poly(I:C) o que se observou foi uma deficiência na formação das espinhas dendríticas, as quais são importantes sítios sinápticos que recebem os impulsos elétricos vindo dos axônios e estão relacionadas com a formação da memória, bem como com o aprendizado e melhora de habilidades motoras através de seu remodelamento e aumento no número das sinapses. Essas alterações sinápticas observadas no córtex após administração de poly(I:C), foram, curiosamente, derivadas de monócitos periféricos, as células CX3CR1+ e não dependiam da função microglial no sistema nervoso central. Além disso, a ativação desses monócitos esteve diretamente associado com um prejuízo no aprendizado motor e na plasticidade das espinhas dendríticas relacionadas ao aprendizado, por meio da produção do fator de necrose tumoral (TNF). Dessa forma, os resultados desse trabalho destacam o papel do monócito CX3CR1+ e do TNF-a por ele produzido, como sendo possíveis alvos terapêuticos para prevenir a disfunção cognitiva induzida por uma infecção.

Captura de Tela 2017-12-05 às 11.32.41