Projeto executado pelo CRID, Meninas nas Ciências, realiza oficina de robótica no Supera Parque de Inovação e Tecnologia

O projeto denominado “Menina na Ciência – Mulher Cientista” é executado pelo CRID com o apoio CNPQ no âmbito do programa Meninas nas Ciências Exatas, Engenharias e Computação e tem como objetivo incentivar o ingresso e a permanência de meninas, jovens estudantes do ensino básico das escolas públicas, nas carreiras das Ciências Exatas e Tecnologias, áreas onde há baixo ingresso de estudantes do gênero feminino e os índices de abandono e desistência dos cursos de graduação são elevados.

Cinco escolas públicas de Ribeirão Preto/SP participam do projeto Meninas nas Ciências, são elas: E. E Alberto Santos Dumont, E. E Cônego Barros, E. E Prof. Cid de Oliveira Leite, E.E Profa. Eugenia Vilhena Morais e E. E Otoniel Mota. As atividades são realizadas de forma integrada com os projetos que o CRID realiza com os estudantes dos ensinos fundamental e médio, sobre temas relevantes em tecnologia e saúde, por meio de oficinas de robótica, games educativos, ensino de ciências e imunologia, além de estimular as estudantes a participarem de olimpíadas de conhecimento, como a Olimpíada de Robótica – OBR.

Na última sexta feira, dia 29/10, as estudantes do projeto participaram da última oficina de 2019, que ocorreu no Supera Parque de Inovação e Tecnologia. A primeira parte da atividade abordou conhecimentos técnicos, como a montagem do robôs, lógica de programação de computadores e a utilização de sensores eletrônicos, além de  competências e habilidades necessárias para o trabalho em grupo, qualidades importantes para as equipes que desejam participar da OBR.

A segunda parte da aula consistiu em uma roda de conversa que teve como tema a importância de existirem projetos como o “Menina na Ciência – Mulher Cientista” para o empoderamento das meninas nas Ciências Exatas. A baixa representação das mulheres nas Ciências Exatas, Engenharias e Computação, as causas desse fenômeno social e as medidas possíveis para mudar esse cenário, foram algumas questões levantadas pelo grupo. O objetivo desse momento da oficina foi oferecer as estudantes uma oportunidade de reflexão sobre o que é ser menina, quais são os papéis atribuídos à mulher na sociedade e a possibilidade das mulheres atuarem nas mais diversas áreas do conhecimento.

Um dos pontos fortes do projeto é que a equipe que atua diretamente com as alunas do ensino médio é composta por estudantes de graduação dos cursos de Exatas e Biológicas da USP de Ribeirão Preto. As estudantes são bolsistas da agências de fomento CNPQ ou FAPESP e desenvolvem as suas atividades no âmbito de um projeto de Iniciação Científica na área de Extensão Universitária. Essa interação entre graduandas e alunas do ensino médio é uma excelente oportunidade de incentivo ao ingresso ao permitir o intercambio de experiências e conhecimentos sobre os cursos de graduação das áreas de exatas, as disciplinas, as dificuldades e desafios, o mercado de trabalho e como é ser uma estudantes desse campo da ciência, diz André Moura, Gestor de Educação e Difusão do CRID.

Equipe do Projeto:

Stefani Aparecida Machado Nogueira – Graduanda do Curso de Bacharelado em Física Médica na FFCLRP – USP

Isadora de Sousa Garcia – Graduanda do Curso de Bacharelado em Física Médica na FFCLRP – USP

Laura Teresa Ricoboni – Graduanda do Curso de Informática Biomédica na FMRP – USP

Thais Cunha Marchetti – Graduanda do Curso de Bacharelado em Física Médica na FFCLRP – USP

Isabela Soares – Graduada em Licenciatura em Ciências Biológicas na FFCLRP – USP

As atividade do projeto serão retomadas em fevereiro de 2020 e envolveram mais oficinas de robótica preparatórias para as etapas regionais da OBR, além de visitas a alguns laboratórios da USP de Ribeirão Preto, liderados por proeminentes pesquisadores da universidade e exemplos de excelência e superação.

Conheça mais sobre o projeto Menina na Ciência – Mulher Cientista em:

https://www.cienciaporai.com/meninas-nas-ciencias

Últimas Publicações