Pandemia e cidades sustentáveis são tema de conferência on-line promovida pelo CRID

Evento é promovido pelo CRID em parceria com a FMRP, IEA-RP e instituições de pesquisa internacionais

A pandemia de COVID-19 que atinge o Brasil atualmente e as possibilidades de saída para essa crise sanitária e econômica estão muito mais ligadas ao desenvolvimento sustentável do que se imagina. Para discutir essas conexões e também o papel de destaque de Ribeirão Preto nas pesquisas voltadas ao combate e tratamento dessa doença, o Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (CRID) promove no dia 4 de agosto, a partir das 11h, a conferência on-line Healthy and sustainable cities: prognostics for a post-COVID era.

A participação no evento é gratuita e a transmissão será feita no canal do IEA-RP no YouTube. A inscrição para o evento pode ser feita aqui a qualquer momento. Participantes inscritos receberão certificados mediante avaliação do evento, a ser realizada durante a transmissão. O evento será realizado em inglês.

Entre os palestrantes estão  o pesquisador do Amsterdam Institute for Advanced Metropolitan Solutions Leendert Verhoef, o docente da Pontifícia Universidad Catolica do Peru Hector Miranda, a docente da Universidade Federal de Uberlândia e pesquisadora do Latin American Society of Systems and Sustainability (Latin2s), Luciana Cezarino e a docente da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto e coordenadora do Escritório de Sustentabilidade da FEA-RP, Adriana Caldana.

Eles vão debater os aspectos gerais da pandemia e sua conexão com o desenvolvimento sustentável, o caráter transfronteiriço da pandemia e o comportamento das cidades como microcosmo, atuando como laboratórios vivos (living labs, testing beds,) para cidades sustentáveis e saúudáveis em uma era pós-COVID.

O painel será moderado pelo pesquisador da Latins2S e agente de difusão do CRID, Flavio Martins, e pela docente Adriana Caldana.

O evento tem o apoio da Latin American Society of Systems and Sustainability, do Amsterdam Institute for Advanced Metropolitan Solutions, da FMRP-USP, da Comissão Principles for Responsible Management Education da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (UN-PRME, FEA-RP) e do Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto (IEA-RP).